terça-feira, 8 de junho de 2010

Vale Tudo, mas só no futebol!

Eu tinha um tímido projeto de fazer um apanhado geral sobre o que eu achei relevante na história das copas do mundo (uma forma de ir me esquentando para o evento que se inicia dia 11), no entanto, vários fatores me levaram à desistência, dentre eles cito: a falta de tempo, pouco entusiasmo para escrever, e, principalmente, por me dar conta do pouco conhecimento que possuo sobre futebol se comparado a outros grandes. Como meu pai, que com dois minutos de conversa sobre a Seleção de 1982 lançou visões pertinentes sobre as causas da histórica derrota. Visões que eu não havia cogitado. Nem remotamente.

Morreu aí minha vontade de escrever sobre copas e futebol. Mas então você me pergunta "qual é a sua escrevendo agora?", já chego ao ponto.

Estava eu, há uns 30 minutos, diante da tv assistindo ao canal SporTv, mais precisamente o programa "Seleção SporTv", quando os jornalistas (4 deles) começam a discutir sobre a ética no futebol. Um deles me chama a atenção de cara quando diz não achar uma tremenda desonestidade o gol de mão que Henry fez, e que colocou a França na copa. Na hora eu pensei ser uma pegadinha, tipo um teste de honestidade.

- "Bom, senhores telespectadores isso foi um teste. Se você achou um absurdo o que eu disse... Parabéns! Não há nada de errado com você. Isso prova que o seu bom senso, suas faculdades mentais mínimas e a sua atenção estão em boa forma. Caso contrário, tenho más notícias..."

Mas não! Ele foi além, na sua ânsia de defender as jogadas ilegais, chegou a citar o gol de mão de Maradona como um golaço a ser admirado. A "mão de deus" é um exemplo a ser seguido. Até citou um interessante caso envolvendo Zico e Maradona: Maradona fez um gol ilegal (também de mão, se eu entendi corretamente) em um jogo e o juiz não viu. Zico chegou até ele para lembrar-lhe que esse tipo de atitude não era legal. Que era trapaça. Nisso o hermano respondeu:

- "Prazer. Sou Diego Desonesto Armando Maradona."

O jornalista em questão achava o máximo a atitude do argentino. Segundo ele fazer um gol de mão e não ser pego é legal, é válido. Se for pego deve ser punido. Completou dizendo que essas trapaças dentro do jogo não eram questões de falta de honestidade e de ética, afinal trata-se apenas de um jogo de futebol. E disse mais, que ética ele cobra "é dos nossos políticos em Brasília".

Eu não sabia o que pensar. É a defesa aberta de um pensamento ancestral muito odioso, cultivado até hoje por muitos, de que é preciso se dar bem a qualquer preço. Se você for pego merece ser punido, se não vira um herói.

É claro que nem tudo passou impunimente. Um outro jornalista, durante o programa, fez questão de apontar o quão ridículas eram tais afirmações. O rapaz não se convenceu.

Vou parar por aqui mesmo porque estou sem palavras para expressar a minha indignação. É sério. Eduardo Galeano estava certíssimo ao dizer, em seu livro "Futebol ao sol e à sombra", que no futebol vale tudo.

Só para finalizar: perguntaram para o dito jornalista se ele acharia o gol da "mão de deus" um golaço se ele fosse inglês - a resposta, já na ponta da língua, foi um sonoro "É claro que não!"
Vai entender...

4 comentários:

  1. http://colunas.sportv.globo.com/andrerizek/2010/06/10/gol-de-mao-e-a-falta-de-etica/

    Caro amigo, segue o link do blog do rapaz na qual você está indignado.

    Creio que seja por declarações como essa, de um cara que se esquiva de suas responsabilidades morais e eticas é que não podemos sonhar com um futuro melhor.

    Seguindo o pensamento dele se eu roubar um banco e não for flagrado sou um herói a melhor pessoa do mundo.

    Mas felizmente temos pessoas concientes que sabem debater com maestria tais assuntos e pessoas que tentam limpar a sujeira que uns fazem.

    Parabéns pelo post, mas creio que poderia desenvolver mais sobre o assunto. Certou estou que você tem muito a que falar a respeito.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário, amigo.

    Com certeza vou postar mais sobre o assunto, cheguei até a comentar no blog do rapaz.

    Volte sempre,
    O Polvo

    ResponderExcluir
  3. Camarada, André rizek é um desprovido de massa encefálica. Se nessa discussão ele citou apenas o Zico,tenho quase certeza que o comentário foi mais com o intuito de depreciar do Galinho do que exaltar a malandragem hermana. Digo isso pois as investidas contra o Flamengo e seus representantes tem sido constantes, espero não ser considerado frívolo e bairrista,mas isso é uma constatação baseada nas últimas colunas e textos de Rizek.

    Até mais

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir